Zenit vs Lokomotiv - 4 difíceis vitórias
Adicionado | Autor Rafael Sanches | Comentários

Você ainda sim consegue marcar mais gols quando seu oponente acredita que você está trapaceando ? Como você aquece quando a temperatura é 10 graus negativos? Como você reage ao sair atrás no placar?
As respostas para essas perguntas estão aqui, no nosso artigo pré-jogo.

8 de julho, 1948. Lokomotiv 2 - 6 Zenit

Este jogo é histórico entre as 100 partidas já jogadas entre os 2 clubes. 2 jogadores marcaram 2 gols e um marcou um hat-trick. No inverno de 1948, o Zenit estava praticamente fechando as portas.Mas no fim das contas o time se manteve . O inicio da temporada não foi tão dificil -
o time conseguiu 7 pontos em 10 partidas.
No fim de junho, Constantine Lemeshev voltou ao Zenit e o clube começou a subir com 2 vitórias em Moscou. Uma contra o Lokomotiv e outra contra o TsDKA. Korotkov abriu o placar frente ao Lokomotiv na primeira jogada. O Lokomotiv reagiu e marcou rapidamente 2 gols. Ambos os gols foram marcados por um ex-jogador do Zenit, Alexander Selivanov.
O jogo continuou cheio de gols com Komarov e Korotkov marcando 2 gols.
Toda essa emoção não foi o suficiente. Os jogadores do Lokomotiv começaram então a reclamar com o arbitro que Kombarov estava quebrando as regras em suas disputas de bola, o que não foi levado em consideração pelo arbitro da partida.

3 de novembro, 1972. Lokomotiv 1 - 6 Zenit
Um conto de inverno

1972 nos trouxe um verão escaudante e um congelante inverno. Mas havia uma questão importante - O frio não assustava o Zenit. Nós terminamos a temporada com 4 vitórias que nos davam um saldo total de 17-2. O Lokomotiv seria a última vítima.
A temperatura oficial durante a partida era de menos 10 graus, mas é sábido que estava muito mais frio. Naquela noite 150 torcedores do Zenit acompanharam a partida. O time da casa abriu o placar no primeiro tempo, mas nosso clube responderia rapidamente. O gol de Victor Trembach seria seguido por gols de Georgy Khromchenkov e ainda antes do fim, Pavel Sadyrin marcaria um golaço. Com a volta do segundo tempo, nosso time aniquilou a partida, terminando com o placar final de 6-1 fora de casa.

Primeiro de julho, 1980. Lokomotiv 2 - 4 Zenit
Nós salvamos o dia

Um dia antes dos jogos olimpícos de Moscou e ninguém imaginava que o Zenit estava iniciando sua campanha para ganhar sua primeira medalha. A partida era considerada um confronto de duas equipes com as mesmas chances.
Os donos da casa tomaram a primeira iniciativa, mas não conseguiram marcar pela ótima atuação do goleiro Baburin.
Com o inicio da segunda parte, parecia clara a estratégia do clube moscovita - Entrar na área e sofrer um penalti, bater, marcar.
Os donos da casa estavam dominando a partida pelo contra-ataque. Mas foi Vycheslav Melnikov que abriu o placar, de penalti, para o Zenit.
Foi então que o jogo mudou. Após o gol, nosso clube viria a ganhar todas as disputas de bola no ar. Melnikov marcaria de cabeça após o escanteio, Timofeev após cobrança de falta e Gerasimov após o contra-ataque.

22 de Março, 2003. Lokomotiv 1 - 2 Zenit

O primeiro treinador estrangeiro a trabalhar no futebol russo foi recebido com muita inveja, não apenas de Yury Semin, treinador do Lokomotiv, mas também de seus assistentes.
Todos eles receberam o Zenit com extrema grosseria durante a primeira partida fora de casa de Vlastimil Petrzhela. A situação ficou começou a piorar quando os moscovitas abriram o placar - Pimenov aproveitou o erro de Dmitry Loskov para mudar o marcador. A atitude negativa dos torcedores no Cherkovpsky stadium era visivel naquela noite. O time da casa entrava violentamente nas dividas de bola, agredia os jogadores de maneira ilegal e até jogavam bolas nos nossos jogadores. Mas nossos jogadores responderam com gols. Após receber a bola de Arshavin, Kerzhakov finalizou e empatou o jogo.
Após o apito final, o goleiro da casa, Ovchinnikov, foi até o arbitro brigar e não e não ficou satisfeito, tendo trocado farpas com Borovichka. A gravação da discussão ainda existe, mas não pode ser publicada por causa da nova lei sobre palavrões. 

Voltar a lista