Zenit, embora com dificuldade, vence em Khabarovsk
Adicionado | Autor Rafael Sanches | Comentários

 A aventura de Roberto Mancini no banco Zenit começou em Khabarovsk, no leste da Sibéria, a poucos quilómetros da fronteira chinesa.

Uma distância particularmente perigosa, provavelmente mais por razões logísticas (o longo vôo, fuso horário) que puramente técnicos. Para refutar esse equívoco que pensamos, no entanto, os anfitriões do SKA entraram em campo com um espírito de luta  e com o entusiasmo típico dos recém-promovidos (além disso iniciantes absolutos). O SKA, portanto, colocou o ritmo, pressionando para cima e tentando começar o mais rápido possível, criando não poucas dores de cabeça no auge, especialmente com os movimentos do craque Koryan  e inserções de meia Kazankov.Para sua estréia, Mancini optou pelo 4-2-3-1, com Smolnikov e Criscito, Ivanović central e Neto, o par incomum formado por Erokhin e Paredes no meio e finalmente Kokorin Shatov-Giuliano  por trás de  Dzyuba. Nos primeiros 45 minutos Zenit, também devido à agressividade dos adversários difíceis, foi um pouco perigoso. No segundo tempo, o visitante fez um gol na primeira investida, com um chute de Kuzyaev,que havia entrado  em campo no lugar de um Erokhin, que ainda tem que se familiarizar com o novo time. O SKA Khabarovsk, no entanto, não sofreu o golpe. Mesmo com dificuldade, o Zenit aumentou o placar com jogada de Shatov e gol de Kokorin, garantindo 3 pontos em uma partida complicada.




Artigo original: Zenit Italia

Voltar a lista